quinta-feira, 30 de junho de 2011

Campanha "Juntos somos mais fortes!"

A TORCIDA AVAIANA NA RESSACADA FAZ DIFERENÇA!

"Juntos somos mais fortes!"

Juntos faremos a diferença na quarta feira, dia 06/07, quando entraremos em campo como o 12º jogador. É hora de nos mobilizarmos mostrando a força do LEÃO, independente de tudo que está acontecendo extra campo, vamos fazer a diferença.
A TORCIDA AVAIANA NA RESSACADA FAZ DIFERENÇA!

Hora de mobilizar!



Prezados(as) Avaianos(as), humildemente venho através desta mensagem conclamar aos nossos competentes blogueiros, que juntos façamos uma corrente no sentido de levar público ao jogo da próxima quarta-feira contra o Bahia. Evidentemente que esse apelo passa por uma ação de sensibilização da diretoria avaiana, mas não podemos nos furtar de provocar mais uma vez, um pleito decorrente e que se faz necessário mais do que nunca.

A TORCIDA AVAIANA NA RESSACADA FAZ DIFERENÇA!
Tenham um bom dia!

Adriano Assis
http://assisazul.blogspot.com/
twitter: @assisazul



Comentário da blogueira: Assis está certo, precisamos fazer a diferença e encher a Ressacada independente de qualquer atitude tomada pela diretoria avaiana. Eu mesma, hoje enviei um Email para o pessoal de mkt e assessoria com o intuito de mobilizarmos uma campanha e promoção que faça a diferença e traga o maior número de torcedores possíveis. Infelizmente, não foi diferente, pois também não recebi resposta e nem uma sinalização de forma positiva ou negativa - isso não é novidade. Mas como disse o Adriano, vamos fazer nossa parte, é hora de mobilizar!

quarta-feira, 29 de junho de 2011

1° Entrevero Avaiano



Prato típico, o entrevero de pinhão surgiu com os tropeiros. É um prato a base de carnes e algumas verduras e legumes. Acompanhado de uma boa cachaça, os tropeiros acabavam com o frio.

Ontem, tivemos a oportunidade de reunir os "tropeiros avaianos" para nos deliciarmos com este prato típico, tendo como "cheff" o George Wagner, que provou que é bom na cozinha.

Além de exercícios para nos manter em boa forma física - como pede o Gallo - com levantamento de garfos e copos, também jogamos - não foi futebol, isso esqueçam - mas jogamos sinuca e muita conversa fora.

Foi uma noite MEMORÁVEL, onde sentimos falta de alguns "tropeiros amigos", que com certeza por motivos alheios as suas vontades não puderam estar presentes.

Fiquei imensamente feliz de recebê-los em minha casa e poder brindar as TRÊS coisas que nunca podem faltar em nossas vidas. Quer saber o que é? Bem, para isso, terá que participar do nosso 2° Encontro que já está no forno.

Aguardem!

O Leão despertou!


O Avaí empatou, mas foi com gostinho de vitória. O grupo conseguiu se manter disciplinado e focado no jogo o tempo todo. Muito superior ao Grêmio, que infelizmente foi ajudado pela arbitragem. Perdemos mesmo para o apito dos pernambucanos.

Eu fiquei com medo depois do segundo, pois sabemos bem que 2x0 é o nosso calo e ainda quem marca o segundo? Robinho, meu desafeto. Fomos mais uma vez surpreendidos pela virada no placar.

Outra surpresa para mim foi a atitude dos jogadores em campo, pois depois de tanta coisa que aconteceu durante estes últimos dias, parecia que nada poderia melhorar. Cheguei a pensar que alguns jogadores estariam se deixando levar pelos problemas dos seus colegas.

O que observou-se no entanto, foi raça, determinação, vontade de vencer e HONRA pela camisa do Leão. Mostraram que juntos somos mais fortes e que somos capazes de dar uma virada de 360°, basta acreditar e fazer a sua parte.

Ponto para os jogadores, ponto para o Gallo que se fortaleceu diante do Grêmio e ponto no brasileirão para o Avaí que conseguiu sair do marasmo e dar seu primeiro passo rumo ao desencantamento.

Hoje pudemos ver o verdadeiro Leão em campo. Se o empate não foi o que esperávamos, pelo menos não estamos mais com a lanterna na mão. Tivemos determinação, raça, muita, muita vontade e ATITUDE... O Leão despertou!

Grêmio x Avaí


O técnico Alexandre Gallo definiu o time do Avaí para o jogo de hoje, às 19h30min, contra o Grêmio, no Olímpico. Confira:

Aleks;
Daniel, Welton Felipe, Gustavo Bastos e Romano;
Bruno, Batista, Pedro Ken e Cleverson;
Rafael Coelho e William.

Arruinando o maior patrimônio





Qual o seu maior patrimônio? Uma pergunta forte, mas fácil de se responder. Eu responderia assim: Minha família, meu filho, nossa saúde; e creio que sua resposta também não seria muito diferente, não? É claro que outros patrimônios tem seus valores: casa, carro, etc. Mas nada se compara a sua família, seu filho, sua saúde.
No decorrer das décadas, dos anos, porém, uma coisa parece estar tendo mais prioridade (infelizmente) que uma boa saúde, família, filhos: O dinheiro. E isso é fato. E assim em todo lugar, e não seria diferente no futebol não é mesmo? E por falar em futebol, você saberia me responder qual é o maior patrimônio de um clube? Seria o seu estádio? Os jogadores?
Eu acredito que não, e tenho minha opinião formada: É a sua torcida! Sim, estou falando de mim, de você que está lendo agora, de todos aqueles fiéis, apaixonados torcedores do AVAÍ FUTEBOL CLUBE. Somos nós o maior patrimônio do Avaí, a maior conquista de um clube, cujo hino diz que já nasceu Campeão. Somos nós, Camisa 12, que fazemos o Avaí acontecer, que juntos a ele escrevemos essa história de glórias azurras, inenarráveis, e inesquecíveis. Sim, Nós somos o Avaí! E digo mais, o Avaí sem nós não é nada! Ou você conhece algum time grande (sim, somos grandes, nossa história não mente) que joga sem ter torcida?
Somos nós que incentivamos, que empurramos nosso time, seja com sol, com chuva, nas vitórias, nas derrotas, nas conquistas, e atualmente, nas decepções. Somos uma torcida calejada, que enfrenta engarrafamentos, que paga mensalidades e ingressos caros, aliás, um dos mais caros do Brasil, sabia? Fomos nós que estivemos lá, quando nosso time conseguiu (com méritos) o acesso a série “A”, fomos nós que estivemos lá, empurrando e acreditando, quando nosso time quase foi rebaixado no ano passado. Fomos sim, um dos maiores responsáveis pelo “Fico” na elite do Brasileirão. E o que ganhamos em troca? O que fez para nos agradecer nossa diretoria? Nossos pedidos (mais que justos!) por uma mensalidade e ingressos mais acessíveis, foram ouvidos?
A resposta é Não, Não e Não! Do contrário, começamos o ano com um planejamento totalmente errôneo, que nos privou de um Tri Campeonato, Copa Do Brasil, e até o momento nos deixou numa péssima campanha no Brasileirão. Assim, parece que 2010 ainda não terminou para o Avaí, pois continuamos com um time sem qualidade, com ingressos caros, com uma vergonhosa lanterna na mão e sendo desprezados pelos dirigentes do nosso clube, que ao invés de mostrarem suas caras, de dialogarem com a torcida, preferem pedir auxílio a Polícia Militar, e se esconder nos interiores da Ressacada.
Não pedimos muito em troca de nosso apoio ao time, apenas que nos respeitem como torcida, que nos dêem devidas explicações a respeito dos fatos que ocorrem nos “bastidores” do clube, que possam colocar em campo um time competitivo, como aquele saudoso de 2009, que conseguiu reagir, após 10 rodadas ocupando a parte baixa da tabela , terminando o ano na 6ª posição. Pedimos que possam compreender nosso pedido por ingressos mais baratos, e não querendo forçar o torcedor a ser sócio.
Sejamos sensatos, afinal, aqui em SC, como em qualquer parte do Brasil, futebol é povão, não apenas um esporte de elite, como Golfe, Tênis, onde poucos privilegiados tem acesso. Será que é tão difícil de entender isso? Será que se fingir de surdo aos apelos da torcida é a melhor saída pra fugirmos da crise pela qual nosso time está passando? Transparência é fundamental, assim como a união entre clube e torcida, porém, do jeito que as coisas estão acontecendo, com trocas de “farpas” entre diretoria, técnico e jogadores, união é uma palavra que parece ter sido cortada do dicionário Avaiano, infelizmente.
Acordem prá realidade! Já está mais que na hora de ouvir o torcedor, de “chamá-lo “ de volta ao estádio, de arrumar a casa enquanto ainda dá tempo! Por favor, dêem mais valor a seu maior patrimônio, não ao dinheiro! Somos fiéis, apaixonados pelo Avaí, mas não somos bobos!
Salvem nosso Avaí! Vamos jogar juntos nessa batalha!
Reage Leão !!!

terça-feira, 28 de junho de 2011

Indignação - by JULIO RICHARD CÂMARA

Recebi o email do RICA no dia 27/06 que ainda continuava INDIGNADO com tudo que está acontecendo no Avaí... Mas quem não está?


PESSOAL FAÇAMOS DE CONTA QUE SEJAM = T U I T A D A S = OS PITACOS QUE VOU DAR. (TEM QUE SER DESTA FORMA, NÃO POSSUO TWITTER).


1. - ... QUAL A DIFERENÇA DO FUTEBOL DO THIESEN, JHONNY, E RENAN OLIVEIRA PARA: PARÁ, ROMANO, E ACLEISSON...;
2. - ... ENTÃO FOI POSTO MUITO DINHEIRO FORA COM ESTAS (vamos chamar de pseudo-contratações) PORQUE PARA FAZER O QUE ELES =N Ã O= ESTÃO FAZENDO, FICÁSSEMPOS COM OS NOSSOS;
3. - ... PARA FAZER O QUÊ O WELTON FELIPE E POR DUAS VEZES FEZ ONTEM CONTRA O FLU (na minha época de guri - chamava-se de "RABAR" em bola), TIVÉSSEMOS FICADO COM O CLAYTON (EU, PARTICULARMENTE, NAS VEZES EM QUE O VÍ ATUAR - N U N C A - "RABOU" EM BOLA);
3. - ... MANDEM PRENDER E JOGAR A CHAVE FORA QUEM ACEITOU, APROVOU, ENDOSSOU, AVALIZOU, RESPONSABILIZOU-SE E PRINCIPALMENTE QUEM =INDICOU= AS SEGUINTES CONTRATAÇÕES E RENOVAÇÕES:
FELIPE, FUMAÇA, ARTHURO, MAURÍCIO ALVES, PELO QUE APRESENTOU ONTEM O PROTEGIDO DANIEL, ROMANO, ACLEISSON, ROBSON, MARCOS GABRIEL, FÁBIO SANTOS...AS RENOVAÇÕES DE: GUSTAVO, PARÁ, EMERSON NUNES, BATISTA, BRUNO;
4. - ... EU PERGUNTO: OS REAIS/DÓLARES "investidos" NESTAS CONTRATAÇÕES/RENOVAÇÕES, OS SENHORES JÁ AQUILATARAM O QUANTO FOI DISPENDIDO?
5. - ... PORQUE O CONSELHO "DECORATIVO" NÃO ARGUI A DIRETORIA SOBRE ESTE ASSUNTO? OU TAMBÉM NÃO SERÁ COMPETÊNCIA DELA ESTES ASSUNTOS?;
6. - ... O CONTRATO DO REVSON FOI RENOVADO NÃO FAZ VINTE DIAS...PARA NA SEMANA PASSADA SER DISPENSADO PELO RECÉM CHEGADO -A. GALLO-...AFINAL: NOSSO =AVAÍ= TRANSFORMOU-SE (isto para os mais antigos na idade), NA VILLA PALMIRA?;
7. - ... NOSSA DIREÇÃO NÃO MERECE MAIS NUNHUM RESPEITO...NÃO FAZ POR ONDE...;
8. - ... SEGUNDO =ALGUNS= OS OLHOS DE MUITOS CRESCERAM DEMASIADAMENTE, OS EGOS SE INFLARAM, A SOBERBA TOMOU CONTA DO PEDAÇO, A GANÂNCIA ENRRAIZOU-SE NOS CORREDORES, CAMAROTES E GABINETES DO =ARS= E COMO ESTANDARTE DE HONRA A ESTUPIDEZ E A SANACAGEM APODEROU-SE DE TUDO...;
9. - ... SOBROU PARA A INSTITUIÇÃO =A V A Í=;
10. - ... O MAIS HORRENDO DISTO TUDO É A DOLOROSA SENSAÇÃO DE IMPOTÊNCIA. OS RICOS/MANDATÁRIOS ESTÃO MUITO BEM ALOJADOS, GUARDADOS E BLINDADOS, E NOS TORCEDORES QUE ANDAMOS "POR AÍ" É QUE SOMOS OS ALVOS DAS PILHERIAS, DAS MOLECAGENS, DOS DEBOCHES, MUITAS VEZES NOS INDISPONDO, OU DEIXANDO DE COMPARECER A CERTOS LUGARES PARA NÃO SERMOS ALVO DE GALHOFAS;
11. - ... (CABE PROCESSO CHAMAR ALGUEM DE PALHAÇO?)... PENSO QUE NÃO, POIS O CAREQUINHA POR MUITOS ANOS ALEGROU-NOS COM SUAS BRINCADIERAS TOTALMENTE INOCENTES E GOSTOSAS (MARCELLO E MURILLO MEUS FILHOS ADORAVAM)...ENTÃO VÁ LÁ: PRESIDENTE!!! VOCÊ É OU ESTÁ FAZENDO PAPEL DE PALHAÇO????? OU ESTÁ USANDO DE TODA SUAS "ESPERTEZA" PARA COMANDAR DIGNA E HONESTAMENTE NOSSO QUERIDO AVAÍ...;
12. - ... E O CASO -GEORGE- AINDA DISSE EM UM COMENTÁRIO QUALQUER QUE NÃO PODERÍAMOS NUNCA TROCAR SEIS POR MEIA DÚZIA, REFERINDO-ME AO O PROTEGIDO =DANIEL=..., POIS O QUE O MESMO APRESENTOU ONTEM A TROCA FOI DE SEIS POR MERDA NENHUMA.

RICA CÂMARA (JÚLIO RICHARD CÂMARA).

Leão em crise e Gallo na fogueira

Técnico do Avaí faz cobranças públicas, gera desconforto e provoca reação na comissão técnica

Alexandre Gallo mal chegou e já está numa fogueira. Com duas derrotas em dois jogos e o time estacionado na lanterna do Campeonato Brasileiro, o técnico do Avaí precisa buscar um bom resultado diante do Grêmio amanhã, em Porto Alegre, para acabar com os rumores e devolver a paz à Ressacada.

Em duas semanas de trabalho, Gallo convive com problemas de toda ordem. Ao optar pelo afastamento de cinco jogadores George Lucas, Émerson Nunes, Revson, Felipe e Arthuro, que treinam à parte na Ressacada , criou um mal-estar. Parte do elenco e da torcida ficou descontente com as liberações, em especial as do lateral George Lucas e do zagueiro Émerson Nunes.

Mas não é tudo. Dentro da própria comissão técnica há sinais de cisão. Após o jogo do último domingo (derrota para o Fluminense, por 1 a 0, na Ressacada), Gallo reclamou publicamente do condicionamento físico dos atletas. Indiretamente, o técnico fez menção ao trabalho desenvolvido por Emerson Buck, que é funcionário do Leão e preferiu continuar no clube depois da saída de Silas.


Agora, Buck virou auxiliar de Elliot Alves, trazido por Gallo, na semana passada, para assumir a preparação física. Buck não gostou do que ouviu e lamentou que assuntos internos sejam tratados pela imprensa.

– Não concordo com ele (Gallo) porque o time está num padrão físico bom, com força e velocidade, tenho dados para provar isso. É a opinião dele. Acho que o problema não é esse, é mais de ordem tática; quando há mudanças assim, os jogadores precisam correr mais – justificou Buck, em entrevista ao repórter Fabiano Linhares, da CBN Diário, ao se referir à mudança de esquema (do 3-5-2 para o 4-4-2) e ao desgaste dos atletas.

Circula na Ressacada a informação de que Gallo tem prazo para dar uma resposta: até a 10ª rodada. Do contrário, sua permanência no Leão ficaria ameaçada. O presidente João Nilson Zunino descarta essa hipótese. Segundo ele, se o time demorar muito para voltar a vencer, não é apenas o treinador que terá de sair, mas também toda a cúpula avaiana.

O momento ruim, conforme Zunino, favorece o surgimento de informações desencontradas. E, após cada derrota, o clima fica bastante pesado.

Reuniões quase diárias com diretores, conselheiros e parceiros têm sido feitas para minimizar os problemas. O que parece deixar muita gente descontente não é o trabalho em si, e, sim, a maneira como o processo é conduzido por Gallo e sua equipe. Os jogadores evitam falar no assunto:

– A gente já tem muito fogo aqui, nossa fogueira está muito acesa – disse William, capitão da equipe.

Hoje, às 9h, o Avaí embarca para Porto Alegre com a missão de colocar água nessa fogueira. Terá como aliado o clima frio dos Pampas e a vontade de acertar diante de um Grêmio que também convive com a pressão e a necessidade de vitória. Quem sabe, desta vez, o tiro seja certeiro.

Fonte: Diario Catarinenese

1° Entrevero Avaiano

Sinuca, ping pong, carteado e dominó vai rolar, já que futebol está em baixa!

Comentário: Esse é o espírito dos torcedores avaianos, mesmo diante da adversidade, sempre encontram um bom motivo para comemorar e reunir os amigos para fazer exercícios, mesmo que seja levantamento de garfos e copos. Ah! Só para lembrar não temos preparadores físicos e nem balança, portanto não se preocupem, pois se ficarmos fora de forma TAMBÉM não seremos cobrados.

A fuga das galinhas

Numa granja, em situação que pode ser comparada a de um campo de concentração, galinhas sofrem com a opressão dos seus donos, que as escravizam de uma maneira vil e cruel. As mesmas são trancafiadas e confinadas para apenas pensarem na produção de ovos. Sob vigilância constante, cobrança milimétrica e sem haver reconhecimento pela produção por parte dos donos, algumas galinhas estão conformadas, mas outras não, e partem para o conflito. É o caso de Ginger, uma galinha que resolve contrariar o sistema, lutar contra os opressores, depois de ver Eufrásia, sua amiga, morrer de forma cruel por não produzir a quantidade de ovos exigida e, principalmente, depois dos patrões comprarem uma máquina para fabricar em massa tortas de frango. O grupo monta um plano de fuga e, assim, conseguirem a tão sonhada liberdade. No entanto, Ginger sofre porque as amigas não conseguem se organizar e atrapalham a ordem das mudanças que ela planeja. Até que em um momento de crise, chega voando um galo de circo chamado Rocky e Ginger renova suas esperanças: "Temos que aprender a voar como ele". Mas aí, no decorrer da narrativa, Rocky na verdade não voa... Muita coisa acontece e, entre tantas confusões, as galinhas aprendem a ser mais confiantes e a ser empreendedoras.

O filme mostra união, organização, repressão, busca por liberdade e justiça e até mesmo empreendedorismo, pois o grupo se une para construir uma máquina que leve todos para um lugar melhor. Não é assim que todos nós, quase sempre nos sentimos?

Bem, na Ressacada também chegou um Gallo, que até então era considerado a nossa tábua de salvação, mas aos poucos as coisas estão se mostrando contrárias. O que estamos vendo é que o buraco no barco é muito maior do que imaginávamos. Após a partida com o Fluminense, onde tivemos uma vergonhosa apresentação, o Gallo fez uma declaração, colocando a culpa no preparo físico - temos quatro preparadores e ainda não está bom? Ele indicou mais um preparador, talvez por isso esteja queimando o Buck.

Por sua vez o preparador físico rebateu as críticas do treinador dizendo que o problema é tático, obrigando os jogadores a correrem mais, e esse assunto não deveria ser levado a público.

"É uma situação um pouco complicada, um pouco chato, porque esses assuntos acho que têm que discutir internamente. A gente vai discutir na sala, entre quatro paredes. Se tiver que sair na porrada, a gente vai sair”, disse Buck em entrevista ao repórter Alisson Francisco, da Rádio Guarujá.

Se não bastasse tudo isso, ainda temos o Marcinho Guerreiro que também em entrevista salienta os problemas internos e após desentendimento com Gallo pede para sair. Mostrando que as coisas estão bastante complicadas. Se mostrou bastante chateado e disse que não pode falar tudo que vê e o que está acontecendo dentro do clube.

Enquanto o sítio pega fogo e as galinhas fogem, nossa diretoria se cala diante de tanta pouca vergonha. Será que isso é o consentimento de que perderam as rédias da carroça?

Tal como no filme "A fuga das galinhas" onde um salvador da pátria na pele de um galo chegou, aqui na Ilha não foi diferente. Recebemos um Gallo que parecia chegar para resolver a situação do Leão e o que estamos vendo é uma tremenda bagunça e as nossas "galinhas" também já estão querendo bater asas para longe da Ressacada.

O galinheiro está virando chiqueiro de tanta "M" espalhada e a coisa está fedendo tanto, que nem mesmo um banho com perfume francês vai resolver. E enquanto isso... A vida segue!!!

segunda-feira, 27 de junho de 2011

E agora doutor?

Marcinho Guerreiro se irrita com Gallo e pede para sair
O volante Marcinho Guerreiro “perdeu a cabeça” nesta segunda-feira. Afastado do time titular desde a chegada do técnico Alexandre Gallo, o ex-capitão avaiano se recusou a treinar com os juniores nesta tarde e pediu para sair do clube.

“Hoje foi uma situação meio complicada no treinamento. Ontem já um pouco chateado por ter ficado no banco, mas respeitando a opinião do treinador. Hoje acabei não participando do alongamento, não atendendo ao chamado do preparador físico, mostrando minha indignação como que está acontecendo”, contou Marcinho em entrevista à Rádio Guarujá.

O jogador foi afastado do time sem receber nenhuma satisfação de Alexandre Gallo, diferentemente do seu companheiro George Lucas, que conversou com o treinador. “Não concordo com a posição do nosso treinador. Vou sentar com a diretoria pra resolver minha situação. Da maneira que está, prefiro não participar”.

Marcinho diz que não entendeu a atitude do novo treinador e está chateado com o momento do Avaí.Ele [Gallo] chega num clube – num clube que existe um capitão, existe um líder, que tem o respeito do grupo, que tem o respeito da diretoria, que tem o respeito do torcedor – e simplesmente chega num dia, no outro já me tira do time, me coloca no banco. Treinar no terceiro time um cara que era capitão, líder do time, é inadmissível”.

“Eu tenho uma história dentro do clube e simplesmente chega um treinador e quer manchar a sua história”, acrescentou o jogador, que entende haver muitos problemas internos no clube, mas prefere não comentar.

“É difícil falar que [o grupo] está rachado. O que eu posso dizer e afirmar é que as coisas não andam boas. As coisas não andam boas pelo lado do Avaí. Está muito complicada a situação, dentro e fora do campo. Se eu falar tudo que eu sei e o que eu vejo, é complicado”.

Fonte: futebolsc

Comentário da blogueira: O que já nós torcedores temíamos parece estar se confirmando, segundo Marcinho Guerreiro a situação do Avaí está bastante complicada e não é apenas dentro das quatro linhas. A insatisfação do jogador na entrevista à Radio Guarujá deixa bem claro em que situação encontra-se o psicológico desta equipe. É preciso que se faça algo, pois o que não temos mais é tempo. A coisa está ficando complicada a cada dia. O Gallo se perdeu, abriu a boca para reclamar e nada tem feito para ajudar. Acho que se ele tem que partir que seja logo... Para ontem se possível. E agora doutor Zunino?

A bela da vez











Vamos lá meninos, coloquem o babeiro e babem a vontade com a Bela do Banner.

Ela é ou não merecedora do título? Além de bela, a moça deu entrevista ao nosso comentarista "FalaDinho".




O que falam por aí - by Blog da Chuleta

Enquanto nossa famosa Mancha Azul bradava o seu "Zunino, cadê o dinheiro? Com esse time eu vou cair no Brasileiro !", o jornalista João Lucas Cardoso, repórter esportivo do jornal A Tribuna, de Criciúma/SC, editor e colaborador do blog Jogo Aberto, de Lédio Carmona, postava no Blog , no GloboEsporte.com:

"O Leão não ruge mais em sua Ilha. O time que desafiou rivais no mata-mata nacional agora quase que assiste o adversário dar as cartas....o Leão parece em choque e o técnico Alexandre Gallo busca a dose para fazer o time melhorar."

E o tempo passa....Acorda Leão !

Comentário da blogueira: Viramos uma piada em todos os cantos e nacionalmente estamos sendo humilhados e não há quem tenha vergonha na cara para vir a público fazer um pronunciamento. Nos sites de relacionamento do Avaí a vida segue como se nada tivesse acontecendo. Publicação apenas de notas sociais, promoções e tudo que não interessa aos torcedores, pelo menos nada de IMPORTANTE E PERTINENTE para a situação atual vivida.

O que é isso?

Que coisa mais ridícula, presentear Chitãozinho e Xororó com o Manto Azul. Ou será que alguém acredita que eles estão mesmo interessados no Leão?

Está na hora do presidente Zunino parar de bancar a avestruz e vir a público mostrar a cara e dar satisfação para esta torcida que está tão envergonhada e triste. Queremos este mesmo "mimo", carinho e respeito feito para os bonitos da foto para cada um de nós que está pagando a sua mensalidade e para os que estão pagando ingressos. Embora li por aí que um assessor da presidência disse que ver o Conca jogar valeu o ingresso. O que é isso?

Não estão vendo onde tudo isso vai parar? Já tem até conselheiro admitindo o rebaixamento, o que podemos então nós esperar deste time? (O que é isso II?)

Ontem era dia de abrir os portões sem cobrar nada dos torcedores, aliando assim a Campanha do Agasalho. Teríamos colocado muita gente dentro da Ressacada e talvez o rumo do jogo seria outro, com o calor da torcida dando mais ânimo aos jogadores que se arrastaram dentro de campo, de forma apática e estática.

Quero dizer que me dói, mas me vejo obrigada a engrossar o couro daquele canto da torcida:

"VERGONHA, TIME SEM VERGONHA!"

Pitaco do Torcedor - by Dinho Kamers

Ontem não ví um time em campo, e sim um amontoado de jogadores, no melhor estilo "pelada" de rua, quando todo mundo quer fazer o gol, quer chutar, quer passar.... Até temos jogadores bons, como é o caso do Pedro Ken e do estreante Cleverson, sem contar é claro, com as defesas salvadoras do Aléks (senão, seria no mínimo, uns 4 a 0 pro Flu...)porém, continuamos apáticos, sem poder de reação, mesmo jogando em casa e com 1 jogador a mais. Difícil de acreditar? Prá nós que fomos ao jogo, não! Continuamos sem zaga (Welton felipe, ao menos não comprometeu), O estreante lateral direito Daniel, foi fraquiíssimo, não ganhava uma bola. Julinho, nem preciso comentar, todos viram: Foi péssimo! Nosso meio NÃO funcionou, até Estrada (que considero um bom jogador) esteve mal e Acleisson pior ainda, totalmente perdido, antes até sabia bater uma falta bem, ontem nem isso. Marcinho Guerreiro deve voltar, urgentemente! Nosso ataque "matador" ontem não matou nem mosquito: Rafael Coelho, visivelvelmente fora de forma, estava enraizado e junto com Willian, tiveram (criaram) poucas chances de gol. Foi decepcionante! Uma coisas é certa: Alguém tem que pegar esses jogadores e trabalhar o lado psicológico deles, pois é notável o abatimento no time cada vez que levamos um gol. Tivemos + ou - uns 60 minutos com um jogador a mais e não tivemos poder de reação, pelo contrário, fomos dominados em campo pelo Flu, que poderia ter ampliado umas 3 vezes com Conca, aliás, esse esteve leve, livre e solto, passeando por nossa zaga. Na minha opinião, até o jogo contra o São paulo (3 x 1) éramos um time, senão perfeito, ao menos eramos guerreiros, após a derrota em casa pro Vasco caímos num abismo que parece não ter fim. Sou torcedor, amo meu time, mas, não acredito em milagres. Acredito sim numa mudança de atitude no time, porque uma coisa é certa: Pior do que está não pode ficar! Mas, o que esperar de um time, aonde a própria diretoria dá as costas ao torcedor, que corretamente exige explicações? Será que chamar a PM (PPT, Pelotão de Choque) é a solução???

Mais uma decepção

Mais uma derrota, mais uma decepção. Talvez a derrota não tenha sido a surpresa deste jogo, pelo menos para mim - fui esperando pelo empate. O que mais me deixa surpresa é a falta de qualidade deste time que está se apresentando, sem falar no improviso.

Continuamos ABSOLUTOS na lanterna do campeonato, com jogadores totalmente incapazes, sem nenhuma qualidade, nem vontade de jogar. Uma verdadeira incompetência nas contratações, uns refugos que estão pensando que são craques - é para matar.

Jogamos com um jogador a mais, dentro de casa e nem assim soubemos tirar proveito disto. Um time estático, ficando fácil de ser marcado, como comentou o André Tarnowsky, durante a partida.

O Silas foi embora, mas deixou um substituto, já que o que vimos hoje foi mais uma invenção, quando o Gallo resolveu colocar o Rafael Coelho de armador. Desse time de hoje, somente Pedro Ken. Até o Estrada vem mostrando que é uma enganação.

Quarta feira enfrentamos o Grêmio, lá no Olímpico e com certeza não será um jogo fácil. Podem me chamar de pessimista, mas se aqui dentro eu esperava um empate, vocês podem imaginar o que eu espero que aconteça lá em Porto Alegre.

Sinceramente, acredito que o problema está fora das quatro linhas, que tem muita coisa acontecendo dentro do clube. Já li conselheiro admitindo o rebaixamento, isso muito me preocupa. Será que já jogaram a toalha?

Não deu, não foi desta vez... E a vida segue!


domingo, 26 de junho de 2011

Lanterna dos Afogados



#REAGE LEÃO#

video
Vale a pena ver de novo!

Hoje é dia de virada.
Hoje é dia de dedicação e persistência.
Hoje é dia de iniciarmos nossa caminhada no brasileirão.
Hoje é dia de fazer a Ressacada tremer.
Hoje é dia de felicidade.
Hoje é dia de soltar o grito preso na garganta.
Hoje é dia de festa.
Hoje é dia de reação.

REAGE LEÃO!!!

A lebre e a tartaruga

Um dia, uma Lebre caçou das pequenas pernas e da lentidão da Tartaruga. A Tartaruga A sorriu e disse: "Pensa você ser veloz como o vento; Mas Eu a venceria numa corrida." A Lebre claro considerou sua afirmação algo impossível, e concordou o desafio. Chamaram então a Raposa, para servir de juiz, escolher o trajeto e o ponto de chegada.E no dia marcado, do ponto inicial, partiram juntos. A Tartaruga, com seu passo lento, mas firme, decidida, em momento algum, parou de caminhar.
Mas a Lebre, confiante de sua velocidade, despreocupada com a corrida, deitou à margem da estrada para um rápido cochilo. Ao acordar, embora corresse o mais rápido que pudesse, não mais conseguiu alcançar a Tartaruga, que já atravessava a linha de chegada, e agora descansava tranqüila num canto.

Autor: Esopo

Moral da História: Ao trabalhador que realiza seu trabalho com zelo e persistência, sempre o êxito será o seu quinhão.

Comentário da blogueira: Hoje quando o Leão entrar em campo contra o Fluminense é o que esperamos ver, muito trabalho, dedicação e persistência para que tenhamos exito e possamos contar com nossos primeiros três pontos. Amanhã vamos fazer como a tartaruga desta fábula: devagar e sempre.
Vamos para cima deles LEÃO!!!

sábado, 25 de junho de 2011

Inspiração e exemplo

Dona Ilda Olegário Campos, torcedora fanática do Avaí, que no último dia 14 de junho completou 100 anos deve servir de inspiração para os jogadores que entrarão em campo amanhã na Ressacada, as 16h contra o Fluminense.

Assim como ela deve servir de exemplo a toda a torcida do Leão, mostrando que juntos somos mais fortes e que poderemos fazer toda diferença, estando em campo, vestindo a camisa do 12 jogador e soltando o grito preso na garganta.

Sábias palavras de dona Ilda servindo de incentivo aos jogadores:

“Vocês, acima de tudo, devem acreditar em Deus e ter fé no que fazem. Só assim o Avaí vai melhorar em campo”.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Primeiro passo


No último dia 11 de junho, o Avaí empatou em 2 a 2 com o América Mineiro no estádio da Ressacada em duelo válido pela quarta rodada da Série A. Logo após a partida, o atacante da LA Sports, Fábio Santos, foi criticado por alguns torcedores do time azurra e, de cabeça quente, o atleta respondeu com gestos obscenos.

Fábio Santos refletiu sobre o ato e admitiu que agiu de maneira equivocada. “Sou um jogador que não tenho histórico de confusões. Estou arrependido do que fiz. Estava de cabeça quente e respondi aos xingamentos. Peço desculpas. Quero deixar claro que o que fiz não foi para a torcida avaiana e sim poucos que estavam pegando no meu pé”, explicou o atacante.

A chegada de Fábio Santos ao estádio da Ressacada teve o aval do parceiro do clube, Luiz Alberto, que não mediu esforços para colocá-lo no Leão, principalmente após a brilhante campanha de Fábio Santos no último Paulistão, quando foi vice-artilheiro da competição com 10 gols e foi campeão do interior pelo Oeste.

Luiz Alberto fez questão de repudiar a atitude do seu jogador após a partida diante do América Mineiro, mas também pediu um voto de confiança aos torcedores avaianos. “Não foi legal o que o Fábio fez. Mas é preciso destacar que ele teve hombridade e humildade de pedir desculpas. É um ser humano e tem o direito de errar. Creio que ele mereça uma segunda chance de mostrar seu valor”, ressaltou o proprietário da LA Sports.

O triste episódio já faz parte do passado na cabeça de Fábio Santos. Ele agora quer dar a volta por cima e se dedicar ao máximo para tirar o Avaí da atual incômoda situação. “Já acompanhei a força da torcida avaiana e não tenho dúvida que com o apoio de todos nós tiraremos o time da zona de rebaixamento. Com a Ressacada ao nosso lado será difícil nos vencer. Nosso momento requer união de forças”, explanou o camisa 47 do Leão da Ilha, que na sua estreia com a camisa azurra no estádio da Ressacada fez um gol diante do Atlético Mineiro.


Comentário da blogueira: Esta é uma atitude de respeito e transparência de um clube diante de sua torcida. Ter decência e humildade para enxergar seus erros e pedir desculpas. Esse é o primeiro passo para que haja novamente sintonia entre nós - torcida e clube. Esperamos que esta seja também a atitude do nosso presidente.
Parabéns Fabio Santos!

A espera de um milagre

O protesto de ontem, feito na Ressacada por pouco quase cinquenta torcedores, é apenas uma amostra da indignação por parte da maioria da torcida. E não adianta dizer que o melhor é aguardar que cheguem respostas para tudo que vem acontecendo. Contra os fatos, não há argumentos.

Chamaram "os homi", uma prova de que sabem que a situação não está boa e que a paciência dos torcedores está no limite. Aliás, só vamos lembrar aos dirigentes, jogadores e presidente que paciência tem limites e a nossa está quase no fundo do poço.

Domingo é mais uma chance de reação e quem sabe alegria para o Leão. Só vamos deixar bem claro, que todo movimento em favor ao Leão na Ressacada, é única e exclusivamente aos jogadores que estão vestindo a camisa e não aos de salto alto.

Porém, toda essa energia em favor ao nosso time, não significa esquecimento a toda essa vergonha que estamos passando. Ainda esperamos pela entrevista do Presidente Zunino, dando-nos uma explicação para tanto lamaçal.

Domingo estaremos lá, na Ressacada no jogo contra o Fluminense, fazendo a nossa parte e se Deus permitir, "a espera de um milagre".

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Como vender diamantes

Um famoso negociante de diamantes de Nova Iorque, Harry Winston, ouviu falar de um rico comerciante holandês que estava procurando uma certa espécie de diamante para acrescentar à sua coleção. Winston telefonou para ele, disse-lhe que acreditava ter a pedra perfeita e convidou-o a vir até Nova Iorque para examiná-la.

O colecionador voou até lá e Winston designou um vendedor para encontrá-lo e mostrar-lhe o diamante. Quando o vendedor apresentou o diamante ao comerciante, descreveu a dispendiosa pedra, destacando todas as suas excelentes características técnicas. O comerciante escutou-o e elogiou a pedra, mas recusou-a dizendo: "É uma pedra maravilhosa, mas não é exatamente aquilo que procuro".

Winston, que ficou observando à distância a apresentação, deteve o comerciante a caminho da porta e perguntou: "Importa-se se eu lhe mostrar aquele diamante mais uma vez?" O comerciante concordou e Winston mostrou-lhe a pedra. Porém, em vez de falar nas características técnicas, Winston falou espontaneamente a respeito da sua genuína admiração pelo diamante e de sua rara beleza.

Inesperadamente, o comerciante mudou de ideia e comprou o diamante. Enquanto esperava que o diamante fosse embalado e entregue, o comerciante voltou-se para Winston e perguntou:

- "Por que comprei de você, quando não tive nenhuma dificuldade para dizer não ao seu vendedor?"

Winston respondeu:

- "Aquele vendedor é um dos melhores no mercado e conhece bem mais a respeito de diamantes. Eu lhe pago um bom salário por aquilo que sabe. Mas, eu teria prazer em pagar-lhe o dobro, se pudesse incutir nele algo que tenho e ele não tem. Ele conhece diamantes, mas eu sou apaixonado por eles".

Comentário da blogueira: Quando somos apaixonados pelo que fazemos, sempre seremos os melhores. É isto que está faltando lá na Ressacada: Presidente, Diretoria, CD, comissão técnica e jogadores. Nós torcedores temos de sobra amor pelo Leão, mas parece que isso não tem feito a menor diferença, aliás, eles se apresentam indiferentes a tanto amor, pois do contrário estariam respondendo a tantos questionamentos. Mais um jogo se aproxima e nós faremos a nossa parte, levaremos toda essa força e amor para dentro da Ressacada e nossa voz irá ser mais forte. REAGE LEÃO!!!

Intramuros - by Artur T. Ferreira


Foi com o maior prazer que após dois dias ausente, abri minha caixa de email e encontrei o do Artur, a quem por sinal convidei para fazer parte do nosso blog, tamanho discernimento em seus comentários. Espero que em breve, quando conseguir dividir seu tempo de estágio e faculdade, possa aceitar. Seja bem vindo mais uma vez aqui no nosso e sempre teu espaço.

Star

Durante todo esse turbilhão de transformações nos bastidores do clube, e, na mesma medida, as revelações que foram se descortinando, limitei-me a percorrer apenas com os olhos os blogs avaianos. E sobre o assunto, quanto aos túneis escabrosos do Aderbal, diretamente, não emiti opinião alguma, até por uma falta de conhecimento profundo sobre o que se passa lá dentro. Mas ninguém pode ser alheio e desinformado, ao ponto de ignorar o evidente, em uma época em que as notícias e informações se disseminam de forma tão veloz, pipocando como tainha no cerco.

Confesso que meus pensamentos divagaram extenuadamente por essas questões intramuros, que, em minha opinião, são as verdadeiras responsáveis por todos os resultados em campo que passamos neste momento. Brigas internas – com ares de guerra fria –, vaidades, disputas pelo poder e por um monopólio de mercado, amadorismo, traduzem-se nos reflexos dentro dos gramados que agora presenciamos. A blogosfera me deu o start...

‘Filão de mercado’

Desde a chegada de Luis Alberto, seu modelo de gestão, e a "profissionalização" trazida ao departamento de futebol do Avaí, foi tomando conta da mente dos mandatários do clube que essa "boquinha", esse filé de mercado, não poderia ser outorgada e perpetuada a um rélis amigo e companheiro, outrora recomendado forasteiro. As finanças advindas de tão promissora fatia mercadológica não poderiam passar ao largo dos cofres de quem por tanto tempo esvaziou os bolsos para dar asas ao clube. Era latente. O saldo, percebeu-se, não viria de maneira tão simples por outros meios, haja vista que não ignoram serem os clubes de futebol a extensão macabra dos órgãos de restrição ao crédito. O débito teria que ser quitado, e ainda tem! (mas a que custo isso vai se dar?).

Já sei! – pensou-se. – Já sabemos a fórmula. Por que não expurgar com carinho e sorrateiramente o Mestre e começar a andar com as próprias pernas? Já temos o know-how.

E ainda mais. Pensou o inexperiente, ora “faixa-preta”: “Quem sai aos seus não degenera. Já temos o enviado divino. O Iluminado. Vou dar-lhe armas e um staff de primeira".

O fisco – by Aventureiros

Desmentido por um sistema que julgava dominado, como um ipon perante o despreparo, a soberba e a incompetência, e também envolto em uma arapuca de interesses diversos, Dom Pedro I, do alto do trono real, pela primeira vez, viu a água molhar seu colarinho. O Príncipe não tinha culhão nem lastro pra suportar toda a gama de adversidades, muito menos os enviados da Coroa, que nada mais eram do que aventureiros inconseqüentes, como seu novo comandante. Todos, sem exceções, tentando abocanhar seu pedaço do tesouro Real. Sem dúvida, não imaginou, o Imperador, que o príncipe não teria capacidade, juntamente com o staff, de gerir as coisas do clube e, concomitantemente, angariar fundos para o baile Real.

Não houve outra saída, diante da realidade e dos fracassos Reais, senão repatriar, definitivamente, Mestre Miyagi. O grande problema é que derrubar um árvore com tantas raízes fica difícil e demanda certo tempo. Coisa que o Avaí Futebol Clube não tem! Agora está assim: os que foram e podiam ir já foram, os que ficaram, que o Mestre dê um jeito de lidar. Apesar de não se ter pra onde correr, não é segredo pra ninguém que essa simbiose do porco espinho com o labrador nunca deu certo. É bom que se mantenha distância ou então que se aparem as arestas, coisa que muito duvido ser exequível.

À espera de um milagre – lições de um tolo

Ficamos desse jeito, esperançosos por um milagre dentro das quatro linhas e com uma interrogação a respeito de como as coisas nos túneis subterrâneos e amaldiçoados da Ressacada vão ser conduzidas depois de tudo isso. Enquanto isso, nós, torcedores, vamos seguindo à risca os ensinamentos que nosso Conselho Decorativo nos dá – inércia.

Falar o que???


Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão! Vamos Reagir Leão!

Ass: Sua Apaixonada Torcida!!!

Comentário da blogueira: Peço desculpas a todos que tenham passado por aqui, especialmente ao Dinho, mas estive impossibilitada de fazer as postagens, por motivo de doença. Agora novamente na ativa.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

A culpa é dele!

O Gallo estava com o celular na mão durante o jogo. Meu amigo, Rogério aproveitou a cena para me ligar e fazer uma pergunta: Quem estava falando com o Gallo? Eu disse, que nem imaginava, mas pelo resultado do jogo, acho que meu amigo tinha razão.

Diz a piada:

Gallo liga para o Silas e pergunta:

- Silas, preciso de ajuda, como faço para matar um porco?

- Isso é fácil - responde Silas. Basta amarrar e depois colocar a faca na jugular.

E o Gallo fez exatamente isso. Pediu que os "pé de moças"do nosso time ficassem amarrados em campo e logo o gol chegaria como golpe final. Com o resultado desastroso e com um resultado contrário, Gallo liga para o Silas e pede satisfação.

- Poxa Silas, não deu certo cara!

- Como assim? Responde Silas admirado.

- O Leão é que foi abatido, levamos 5x0 do Palmeiras. Desabafa o Gallo.

- Ah!! Você estava falando de futebol? Por que não me explicou? Ligou para a pessoa errada!

A culpa ainda é dele? Eu mereço ficar ouvindo as piadinhas. Acho que vou virar "A Bela Adormecida", mas não me acordem por favor!! Pelo menos enquanto a bagunça não melhorar pelos lados da Ressacada.

Leão abatido com 5 tiros!

Se tudo que tem saído na mídia afeta nós torcedores, imaginem aos jogadores e ao próprio clube.
O resultado da falta de caráter, respeito e transparência está nos levando a ter que ver isso que assistimos ontem UMA VERGONHA.

Daqui para frente, só com muita porrada, como disse meu amigo RICA, para arrumar essa bagunça. Mas não se iludam, o problema não está nos nossos jogadores e sim na nossa DIRETORIA e PRESIDENTE.

Depois, alguns ainda querem esperar para que todas as denuncias sejam respondidas na justiça, outros dizem que roupa suja se deve lavar em casa - só lá dentro do clube. Justiça? Justiça tem que ser feita conosco, os torcedores que estão sofrendo as piadinhas e a vergonha de ver toda essa bagunça e palhaçada.

Esperar o que, a chegada do rebaixamento? Será que ninguém está vendo isso? Mauro Galvão diz que é o problema psicológico, o time leva um gol e sente. Disse que o time estava bem até levar o primeiro gol. Não sei que jogo o Galvão estava assistindo.

Se não bastasse a HUMILHAÇÃO do chocolate, tivemos que ver o Marcos - goleiro do Palmeiras - tirar uma onda de bom moço. Disse que não bateu o pênalti para não humilhar o Aleks. MENTIRA!! Não bateu porque o Felipão não deixou. Ou será que o Marcos lembrou dos 6x0 que o Coxa meteu nele?

Estou ficando cansada de ter que ouvir desculpas destes RICOS SENHORES do futebol, que sempre estão dando entrevistas, buscando desculpas, para nos fazer acreditar que tudo vai melhorar.

MORAL: Eles RECEBEM para fazer palhaçada em campo. Nós PAGAMOS para ser os palhaços.

domingo, 19 de junho de 2011

Pitaco by "Artur mosca branca"

Não preciso dizer mais nada, ele disse TUDO!!!


NADA DE NOVO, APENAS CONSTATAÇÕES E CONFIRMAÇÕES, neste jogo no Canindé. O elenco, estes jogadores não enganam ninguém. Não vai demorar muito pro Gallo também conhecer essas ínguas que estão aí.
Aliás, minto, temos uma novidade: uma humilhação que ainda não tínhamos passado; um vexame inacreditável.Era quase uma unanimidade – não se exigia vitória, nem atuação impecável, não se pugnava por nada disso, o que se queria era tão somente vergonha na cara, um esboço de padrão de jogo, nada muito complexo, apenas algo que se pudesse chamar de time. Não se viu nada disso, muito menos se viu honrarem a cueca que vestem, que deve estar toda borrada.Não é querer jogar gasolina na fogueira ou tumultuar o já tumultuado ambiente, mas é hora de considerações. Mas neste momento, por quê? Porque esta é a hora de mudança, meu amigo, caso contrário daqui a algumas rodadas estaremos numa lama que nem com guindaste para gente sair.Caça às bruxas? Nem pensar, muito pelo contrário, a questão é de lucidez e personalidade, pra dar um soco na mesa na hora certa, enquanto dá tempo ainda.Calma nas análises? Estão tendo calma há seis meses e ainda não acharam o rumo. Tem-se 40 jogadores e a maioria não serve nem pra limpar banheiro na Ressacada. Quando que vão fazer uma limpa no elenco, mandar embora estes caras que incham a folha do Avaí e não dão nenhuma contribuição? A gente é que socializa os custos da night desses vagabundos, o passeio na praia, a roupinha de marca, e a gelada e o rango que tão deixando estes sem-vergonhas com uma barriga maior que a do Faustão antes da cirurgia.
Acleisson é jogador pra A3 do Paulistão;
Marquinhos Gabriel? (Pelamordedeus, o que esse cara tá fazendo aqui ainda? Nem na pelada no society é escolhido – jogador morto, sem vontade, que só passa apatia, preguiça, desânimo aos companheiros de time);
Julinho, bom jogador, razoável, mas acha que é craque, está fominha, egoísta, exibido e erra todas as jogadas;
Cássio tem que esquentar banco até o fim da temporada, depois que saiu daqui nunca mais jogou nada;
Olha, dos outros que jogaram hoje tem muito que se falar também, mas a saliva tá acabando.
Sobre os que jogam de vez em quando, que estão lá em Florianópolis, ou uns que foram pro banco hoje também, não vou nem comentar. Dá ânsia de vômito.
É a hora da União , mas é hora de alguém DAR UM SOCO NA MESA. Só tem bonzinho no A.R.S. Só tem mãezinha lá! Saudade do Moisés Cândido.

É hoje o dia de reagir

Com muita torcida, mas sem muitas expectativas, hoje novamente a partir das 16h estaremos torcendo pelo Leão.

Reage Leão!!!

sábado, 18 de junho de 2011

Sem pé de Coelho

Sem pé de Coelho, literalmente. Rafael Coelho suspenso está de fora. Daniel também estará de fora, pois não teve sua inscrição publicada. O treinador Alexandre Gallo precisou alterar a equipe que vinha treinando durante a semana para o Jogo contra o Palmeiras.

O que foi treinado no 4-4-2 passou para um 4-3-3, e o Avaí entrará em campo com: Aleks, George Lucas, Cássio, Bruno e Julinho; Marcinho Guerreiro, Acleisson e Pedro Klein; Marquinhos Gabriel, Robson e Willian.

Acho que será possível termos um bom resultado. Vamos esperar e torcer muito!!

Vamos prá cima deles Leão!!!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Esclarecimentos

Li no site www.papofc.com.br um post onde o jogador Julinho, por intermédio de sua assessoria faz esclarecimentos sobre contratos e pessoas responsáveis pelas negociações. Abaixo na íntegra o que está la postado:

Entrou em contato comigo, via Email, a assessora do lateral Julinho. Desde já agradeço por isso e, como havia frisado, meu Email está à disposição para quem quiser esclarecer algo. O conteúdo desmontra o que chamei, erroneamente, de "esquema". Por outro lado, mostra um claro conflito de interesses. O torcedor, ao ler, vai tirar suas conclusões.

A íntegra do email:

"Aqui é Tairine Trainotti, assessora de comunicação e imprensa do jogador Julinho. Ontem, ele entrou em contato comigo por telefone, pedindo pra que eu lesse as matérias postadas nos blogs papofc.com.br e blogdorodrigo.org pois não tinha conhecimento – eu, tampouco o Julinho – sobre esse assunto. Laranjas-sócios? Esse é o termo que o companheiro Sandro usa para se referir ao possível esquema envolvendo Zunino, conhecidos empresários e jogadores? Pois bem, partamos do princípio: Sandro, o autor da denúncia, NÃO É REPRESENTANTE DO JOGADOR JULINHO, LATERAL-ESQUERDO DO AVAÍ. Uso das palavras do próprio jogador, ditas a mim ontem pra explicar: “Eu não tinha contato com o Sandro até vir pro Avaí. Saí do metropolitano sem receber um tostão na minha saída e vim pro Avaí receber menos que eu recebia lá. O Sandro não me dava moral, me ignorava e nunca falava comigo. Ele não é meu empresário. Hoje em dia, quem me ajuda aqui no clube é o Gabriel (Zunino) e não é ele quem joga por mim e muito menos quem me fez largar o Sandro como empresário, mas sim, o próprio Sandro com suas atitudes que não me beneficiaram em nenhum momento. Não me acrescenta em nada tê-lo ou não como representante.”Tendo em vista que o Sandro não participou da negociação do atleta Julinho, nem contratual nem verbalmente, cabe agora a nós perguntar: por que ele teria que interferir em qualquer renovação de contrato ou qualquer assunto que o envolva? Isso foi o que o jogador Julinho me passou em conversa ontem. O jogador também afirmou inúmeras vezes, que já deu entrada juntamente com o clube na revogação do contrato com o Sandro, e que o contrato existente, assinado no último ano, constava seu nome, Júlio César Godinho Catolé, escrito sem acentos, de maneira incorreta. Sendo um documento de tamanha importância, vê-se a necessidade da coerência entre seus documentos originais e esse contrato. Querendo ou não, a credibilidade é perdida. O contrato se não foi, está sendo revogado.Também disse que sobre a contratação dele pelo Avaí, no ano passado saindo do Metropolitano, se deu porque o Fábio Maguila o levou pra Ressacada junto com o Gabriel. Não há benefício nenhum, não há renovação de contrato, não há esquema nenhum. Não há nexo nas informações passadas pelo Sandro sobre o Julinho. Há a necessidade dos representantes do Avaí se reunirem com o Sandro e acertarem todas as pendências relativas a isso.Pra esclarecer outra informação passada pelo Sandro: renovação de contrato? Julinho não renovou contrato com o Avaí, não. Ainda não há nenhum contrato renovado, bem como, não há nenhuma certeza de permanência no clube.Agora, se há algo por detrás de tudo isso, é a direção do Avaí que deve se pronunciar, porque segundo o jogador, ele não foi comunicado de nenhum benefício que receberia dentro do clube, até porque, levou muito tempo para conquistar a titularidade como lateral no Avaí. Se houvesse algum esquema envolvendo o jogador, ele estaria ganhando muito dinheiro, jogando desde sempre e ocupando espaço de outros jogadores, talvez. O que não acontece. Só há trabalho envolvido na parte do Julinho. Nesse tempo que joga no Avaí, demorou pra provar a sua capacidade dentro do clube. Hoje, atua como titular após muito esforço. Seu salário não é alto em comparação a outros atletas do clube e ele não possui contrato com outros empresários, segundo o mesmo".

Sobre o empresário

Isso aqui já não faz mais parte do email. Os empresários da KuniyW rebateram as colocações feitas pela assessora. Em outra mensagem, perguntei para a assessora quem respondia, agora, pela carreira do jogador. Eis a resposta:"Bem, o Julinho me disse antes que há um contrato com o Juliano como representante dele e além disso, o Gabriel Zunino o representa na maioria das vezes. Quando ele foi levado pro Avaí, quem cuidou das coisas foi o Zunino, pois como falamos anteriormente, quem o "achou" no Metropolitano foi o Maguila, também do Avaí".

Comentário da blogueira

Na minha opinião, fica claro que Gabriel Zunino tem ligação com a situação apresentada. Não há "esquema", porém a própria assessora pede que o Avaí se pronuncie sobre o caso. Um outro ponto que penso ser muito importante, este jogador deve ser mantido fora de qualquer jogo até que se resolva a sua situação. Pois conforme esclarece a mesma assessora, não existe renovação de contrato do jogador com o clube e nem mesmo a certeza de que permanecerá no clube. De certeza apenas uma: Gabriel Zunino - que é, não sei o que no Avaí - tem sim participação nestas negociações não acham? Vamos ter que continuar aguardando até quando para saber da verdade? Enquanto isso... A vida segue!!

Deveria o Gallo fazer o que o Falcão, técnico do Internacional RS, fez com Renan, Lauro e Rafael Sobis. Jogadores cujo futuro é incerto permanecem fora. Todos eles treinam normalmente, inclusive nos trabalhos táticos, mas não são usados nos jogos. Perfeito!!

Twitter Facebook Favorites More